Garanta já o seu ingresso

Notícias

Portela

Ovacionada em feijoada, Maria Rita recebe convite para desfilar na Portela

A cantora Maria Rita levou ao delírio o público que lotou a Feijoada da Família Portelense, no último sábado (5), em Madureira. Diante de mais de quatro mil pessoas, a estrela da MPB, que foi convidada para desfilar no próximo Carnaval, emocionou a plateia com sucessos da carreira e homenagens a ícones como Arlindo Cruz (“Meu Lugar”, também de autoria de Mauro Diniz) e Paulinho da Viola (“Coração Leviano”).

Acompanhada pelos músicos da Velha Guarda da Portela e por Fred Camacho, a cantora reverenciou Monarco, fazendo dueto com o bamba em “Coração em Desalinho”. Ovacionada, ela encerrou sua participação lembrando outro hit do amigo Arlindo Cruz, “O Que É o Amor”. Em seguida, foi homenageada pelo presidente Luis Carlos Magalhães, que a convidou para desfilar pela escola e a presenteou com um boné da nova coleção de produtos da azul e branco.

Outro grande momento do evento foi a participação surpresa de Noca da Portela. Aos 86 anos, o bamba, que enfrenta alguns problemas de saúde, empolgou o público ao relembrar sucessos como “É Preciso Muito Amor”, “Portela Querida” e “ImaginaRio, 450 Janeiros de uma Cidade Surreal” (samba-enredo da Portela de 2015). O veterano, que está lançando a biografia “Noca da Portela e de Todos os Sambas”, também aproveitou para autografar exemplares do livro escrito por Marcelo Braz e lançado pela Uerj.

Quem também deu canja na Feijoada foi Marquynhos Diniz, filho mais novo de mestre Monarco e autor de sucessos como “Caviar”, “Dona Esponja” e “Conflito”, todos na voz de Zeca Pagodinho. Tia Surica, Serginho Procópio, Marquinhos do Pandeiro e os demais anfitriões da Velha Guarda Show da Portela receberam, ainda, Monica Trepte, filha do saudoso compositor Casquinha e integrante do grupo Herdeiras do Samba.

A programação também abriu espaço para os compositores vencedores do Festival de Sambas de Terreiro da Portela. Joseth Rodrigues e Wagner Escóssia mostraram “Tem Axé Este Lugar”, canção que dividiu o primeiro lugar do concurso com “Padroeiro da Portela”, de Samir Trindade, Neizinho do Cavaco e Paulo Lopita 77. Vale lembrar que o CD com as 14 obras finalistas do Festival pode ser adquirido na boutique da quadra.

O encerramento da festa foi com show do intérprete Gilsinho, da bateria Tabajara do Samba, da rainha Bianca Monteiro, do casal Marlon Lamar e Lucinha Nobre e dos demais segmentos da agremiação.


Foto destaque | Eliane Pinheiro

Notícias Relacionadas

Primeira torcida organizada de uma escola de samba, Guerreiros da Águia completa 15 anos
Portela

Primeira torcida organizada de uma escola de samba, Guerreiros da Águia completa 15 anos

O dia 25 de outubro foi de festa para os torcedores portelenses. Mais antiga torcida organizada da agremiação e pioneira do Carnaval carioca no ramo, a Guerreiros da Águia completa 15 anos. A comemoração, no entanto, será apenas em novembro, no dia 17.

Leia mais
Portela fecha parceria com Jean Paul Gaultier para o Carnaval 2019
Portela

Portela fecha parceria com Jean Paul Gaultier para o Carnaval 2019

Conhecido por suas criações que desafiam tabus no mundo da moda, o estilista Jean Paul Gaultier fará sua estreia no carnaval carioca. Em 2019, Gaultier assinará as fantasias de uma das alas da Portela.

Leia mais